Situação fiscal: Você sabe como está o seu comércio?

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

situação fiscal

Aumentar as vendas, atender bem os clientes, engajar os funcionários e manter um bom relacionamento com os fornecedores são algumas das inúmeras tarefas presentes no dia a dia dos comerciantes. Toda essa correria, nem sempre permite que eles se atentem a situação fiscal do comércio.

No entanto, essa é uma área estratégica que está diretamente relacionada ao desenvolvimento do negócio e, por isso, é necessário acompanhá-la de perto. A seguir, vamos mostrar os principais pontos da situação fiscal que você precisa analisar em seu comércio o quanto antes. Confira!

Saiba por que é preciso estar em dia com o Fisco

Se o comerciante não acompanha a situação fiscal do seu comércio, certamente ele deixará de cumprir alguma das exigências estipuladas pelo Fisco. Independentemente do regime tributário adotado pela empresa, é necessário fazer o pagamento de tributos federais, estaduais e municipais, como PIS, COFINS, IRPJ, IPI, INSS, CSLL, ICMS e ISS.

Deixar de pagar qualquer um desses impostos pode ser considerado um ato de sonegação, que gera multas para o comércio e, em casos mais graves, pode ocorrer a detenção do responsável pelo negócio por até cinco anos.

A recorrência de problemas com o Fisco atrapalha o desenvolvimento da empresa e diminui o seu potencial competitivo e a consequência disso pode ser a falência do comércio.

Situação fiscal: Aprenda a fazer a consulta do seu comércio

Agora que você já conhece a importância de estar em dia com o Fisco, chegou o momento de aprender a consultar a situação fiscal do seu comércio. Hoje, é possível fazer a consulta online para os optantes do Simples Nacional, basta seguir os passos abaixo:

  • Entre no site da Receita Federal do Brasil;
  • No menu ‘Orientação”, clique na opção “Tributária”;
  • Em seguida, abrirá uma página nova e você deverá clicar em “Certidões e Situação Fiscal”;
  • Na coluna de Pessoa Jurídica (CNPJ), clique em “Consultar pendências”;
  • Na sequência, abrirá uma página com as informações referentes a consulta;
  • Após ler todos os termos, é preciso clicar no botão “Realizar Pesquisa de situação fiscal”, localizado na parte inferior da página;
  • Abrirá uma nova tela na qual você deverá inserir o seu CNPJ, sua senha e um código, que é gerado automaticamente no momento do acesso. Quem possui um certificado digital pode acessar sem utilizar o código e o CNPJ.

situação fiscal

Conheça os documentos necessários para a realização da consulta presencial

Como abordado anteriormente, o acesso a situação cadastral online é permitido apenas para os optantes do Simples Nacional. Sendo assim, os comerciantes enquadrados em outros regimes devem seguir os mesmos passos citados acima, mas, ao chegarem na etapa “Consultar Pendências”, devem clicar em “Pesquisa de situação fiscal nas unidades de atendimento” e baixar o formulário.

Depois, é preciso se dirigir até um posto de atendimento da Receita Federal com o CNPJ em mãos, o formulário de Solicitação de pesquisa da situação fiscal e cadastral e o Relatório de Restrições de Tributos Previdenciários. Esses documentos – disponíveis no site da Receita Federal – devem estar devidamente preenchidos.

Para completar a documentação, é preciso apresentar o registro de identidade da pessoa requerente, original e uma cópia simples ou cópia autenticada, para confirmar a assinatura caso o comerciante não tenha reconhecimento de firma.

Solicite o seu comprovante de regularidade

Se durante a consulta da situação cadastral o comerciante verificou que está tudo em ordem, ele pode solicitar o comprovante de regularidade cadastral do CNPJ no próprio site da Receita Federal, logo após a consulta.

O comprovante é um documento que afirma a situação fiscal regular do seu comércio com o Fisco, ou seja, que a empresa vem arcando pontualmente com todos os tributos exigidos pela lei brasileira.

Mostramos neste artigo a importância de acompanhar a situação fiscal do seu comércio para garantir que ele prospere e se mantenha competitivo. Para continuar por dentro do assunto, confira em nosso blog o post sobre créditos fiscais para comércio!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×