Quais os 5 principais riscos de não formalizar a sua empresa

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

riscos de não formalizar a sua empresa

O sonho de ser empresário (e ter o próprio negócio) é alimentado por muitos brasileiros. São muitos os benefícios de ser empreendedor, mas os mais importantes vêm quando a empresa existe de forma legalizada, garantindo-se a previdência, a redução da carga tributária e o apoio técnico do SEBRAE, por exemplo.

No entanto, caso a empresa atue no mercado sem essa formalização, alguns riscos podem ser marcantes. Continue a leitura deste artigo para conhecer melhor os principais riscos de não formalizar a sua empresa, sem poder então se beneficiar das vantagens em ter o seu negócio formalizado e com mais chances de prosperar!

Confira os riscos de não formalizar a sua empresa

Para entrar de forma correta no mercado e competir com o mundo dinâmico dos negócios, o primeiro passo deve ser a legalização do negócio. Caso contrário, podem-se acabar perdendo acordos importantes e sofrendo outros riscos de não formalizar a sua empresa.

Veja alguns exemplos:

1.   Fiscalização da Receita Federal

As empresas estão sujeitas às fiscalizações e vistorias da Receita Federal. É bem melhor estar com tudo em dia quando algum fiscal bater à sua porta.

Com sua empresa formalizada, você terá de cumprir obrigações junto a órgãos fiscais, suas contas previdenciárias, de modo que as questões trabalhistas, tributárias e fiscais estejam bem ajustadas.

A Receita Federal fiscaliza principalmente aquelas movimentações financeiras incompatíveis, os ajustes do RTT (Regime Tributário de Transição) e os patrimônios descobertos.

2.   Veto à participação de licitações

Um dos riscos de não formalizar a sua empresa é não poder participar das licitações do poder público. Ou seja, a administração pública não poderá contratar a sua empresa para adquirir os serviços ou produtos que você coloca em circulação.

As licitações são vantajosas para as empresas, primeiramente pela credibilidade dos contratos, e depois pela consolidação que seu negócio pode ter no mercado.

3.   Não será possível adquirir crédito

Enquanto pessoa jurídica, para utilizar um cartão de crédito, só é possível tendo um CNPJ. Esse cadastro só é adquirido se a sua empresa for registrada, seja ela pequena, média ou de grande porte.

Empresas têm benefícios com os bancos quando o assunto é financiamento — o pagamento pode ser feito em parcelas espaçadas, e as taxas de juros são diferentes. Somente com registro existe a chance de conseguir um empréstimo bancário.

4.   Sua empresa não poderá emitir notas fiscais

O impedimento dessa atividade pode fazer com que a empresa perca dinheiro e credibilidade.

Os clientes costumam exigir as notas fiscais em suas compras, pois esse documento comprova uma compra ou a feitura de serviço e tem lastro legal. É importante para o controle financeiro, tanto para o cliente quanto para a empresa.

5.   Impossibilidade de contratar funcionários

Se o seu negócio não é legal, seus funcionários também não podem ser. E isso poderá trazer mais riscos de não formalizar a sua empresa. Os funcionários não terão acesso aos benefícios trabalhistas e previdenciários. E sem os seus direitos assegurados, eles poderão acionar a sua empresa na Justiça — caso aconteça, por exemplo, um acidente de trabalho.

Você e seu negócio terão de arcar com despesas que já teria perante a Previdência Social, além da dor de cabeça inesperada. Mas, com o registro da contratação dos funcionários, poderá ter menor custo em caso de sinistros como aquele.

Já existem incentivos do Estado para a formalização das empresas — como, por exemplo, a oportunidade de se tornar MEI (Microempreendedor Individual). Você pode encontrar todas as informações no site do Portal do Empreendedor.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Deixe o seu comentário aqui!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×