Minha empresa vive no prejuízo: 7 razões para isso acontecer

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

empresa vive no prejuízo

Falta de capital de giro, dívidas, atrasos de impostos — o saldo vermelho parece assombrar alguns empreendedores. O sonho de abrir a empresa parece ir por água abaixo, especialmente se as dificuldades surgem nos anos iniciais.

Sua empresa vive no prejuízo e você não sabe como resolver? Não entre em pânico. Alguns erros comuns podem levar a esses fatores negativos. Pensando nas suas dificuldades, listamos algumas possíveis razões para isso acontecer.

Vamos te ajudar a agir racionalmente!

A empresa vive no prejuízo? Confira as possíveis razões

Algumas noções de gestão te ajudarão nos possíveis erros cometidos no controle da empresa. Acompanhe com a gente, para identificá-los.

1.   Descontrole nos gastos

Falta de administração no fluxo de caixa, gastar mais do que se pode, desperdiçar recursos: esses são alguns exemplos de descontrole que justificam o fato de que sua empresa vive no prejuízo.

O mais importante é saber o quanto a empresa gasta para que os processos sejam otimizados e os cortes de gastos sejam possíveis. Enxugar as contas, no entanto, não deverá alterar a qualidade do que você oferece no mercado. Preze pela sua imagem, qualidade é um quesito muito importante.

2.   Empréstimos desnecessários

Utilize seus recursos para ampliar a empresa. Evite ao máximo os empréstimos, pois eles são mais uma preocupação do que uma solução quando não são extremamente bem organizados e pensados.

Saiba quais linhas de crédito estão disponíveis, mas nunca as utilize sem extrema necessidade. Seja resistente às tentações dos empréstimos sem qualquer planejamento.

3.   Atraso no pagamento de impostos

Saldar as dívidas posteriormente é um erro, pois os valores não se mantêm os mesmos. Os juros e as multas incidentes dificultam ainda mais o pagamento.

Procure fazer pagamentos em dia. Tenha uma planilha organizada e siga o seu planejamento. Esteja sempre em ordem com sua situação fiscal.

4.   Erros na precificação das mercadorias

Preços baixos visando maior lucro só funcionam se o seu volume de vendas for muito grande. Como, por exemplo, em redes de varejo. Os preços devem ser ajustados e condizentes com a sua realidade.

Os preços mais altos valorizam a sua marca, e sua empresa tem maior margem de lucro.

5.   Misturar contas privadas e contas empresariais

Parece óbvio, mas pequenas empresas costumam levar as finanças em modelos familiares. Dessa forma as despesas pessoais e corporativas acabam se misturando, e a ideia dos valores reais de gastos fica perdida.

A separação entre as contas é essencial para manter o seu planejamento em ordem e afastar o pensamento de que a empresa vive no prejuízo.

6.   Permitir compras a prazo

Conceder crédito ao cliente é um risco que você pode evitar. Sempre que possível, procure vender à vista. Essa prática te ajudará a manter o fluxo de caixa positivo.

As compras a prazo, especialmente parceladas e sem juros, podem ser um ótimo negócio para os clientes, mas nem sempre para você.

7.   Fazer contratações sem critério

Uma prática comum é reduzir os custos com os funcionários nos primeiros anos da empresa. Mas, com o passar do tempo, funcionários despreparados podem te trazer prejuízos e dor de cabeça.

Avalie quem são os seus contratados, perceba se eles colaboram para as vendas e crescimento do seu negócio. Caso a resposta seja negativa, invista em uma equipe mais preparada.

Se sua empresa vive no prejuízo, seja eficiente. Parece um desafio, mas adotando-se as melhores estratégias é possível sair do vermelho. Se este artigo foi útil para você, deixe aqui seu comentário!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×