Auditoria Fiscal: 3 maneiras de fazê-la de forma correta

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

auditoria fiscal

Ao abrir uma empresa, o gestor precisa estar ciente que ele deve acompanhar todas as informações fiscais do seu negócio. Mesmo que ele conte com o apoio de profissionais especializados na área, como contadores, é essencial que a equipe gestora tenha conhecimento da consistência das informações de sua companhia que são repassadas anualmente ao Fisco.

Para obter esses dados e seguir no gerenciamento da empresa com tranquilidade e sem dores de cabeça, é recomendável contratar um serviço de auditoria fiscal. Apesar de ser um complemento importante para o desenvolvimento do negócio, muitos empreendedores deixam de realizar a auditoria fiscal em suas empresas achando que se trata de um gasto e não um investimento.

No entanto, esse serviço pode proporcionar muitos ganhos para as companhias, por exemplo, o aumento do lucro por conta da identificação de benefícios fiscais e créditos que a corporação tem direito, mas desconhece. Além disso, ao implantar a auditoria fiscal, o empresário tem a chance de prevenir e corrigir possíveis falhas que causariam sérias  penalidades com o Fisco.

Se você se interessou pelo tema, confira na sequência as três maneiras de fazer auditoria fiscal de forma correta em sua companhia.

1. Contrate uma empresa de confiança

Com as constantes mudanças na legislação fiscal do Brasil e com a entrada dos recursos digitais nesse processo, muitas empresas começaram a procurar por profissionais e companhias que fazem auditoria fiscal particular.

Diante dessa realidade, também cresceu o número de empresas oferecendo o serviço de auditoria. Por isso, a primeira dica de como fazer esse serviço de maneira correta em seu negócio está ligada a contratação do prestador.

É interessante analisar se a companhia é especializada na área e de confiança, pois você compartilhará com ela dados e processos importantes e até sigilosos do seu negócio.

A opção por uma empresa terceirizada é sempre a mais indicada nesses casos, pois os profissionais não vivenciam o dia a dia esses processos internos, então, conseguem analisá-los com maior propriedade, identificando erros e apontando melhorias.

auditoria fiscal

2. Conheça o trabalho do profissional responsável pela auditoria fiscal

Depois de contratar o serviço de auditoria fiscal, é importante que o gestor acompanhe o desenvolvimento do trabalho. Mas, para saber se tudo está caminhando bem, é interessante conhecer qual a função desse profissional dentro da sua empresa.

Ao dar início ao trabalho, o auditor tem a incumbência de analisar com um olhar crítico todos os processos da companhia, se pautando nas atualizações legais brasileiras. O foco desse profissional é prevenir as possíveis contingências e corrigir eventuais erros cometidos anteriormente. Se necessário, ele também poderá desenvolver um planejamento tributário e fiscal para a empresa.

3. Foco nas melhorias

Quem é proprietário de uma corporação – independentemente do porte ou segmento – sabe que todas as operações internas são importantes para impulsionar o negócio. A auditoria fiscal, por sua vez, assume o papel de verificar e potencializar áreas fundamentais do setor.

Durante a execução desse serviço, o auditor pode encontrar falhas, por exemplo, na emissão de notas fiscais eletrônicas, erros no controle de estoque ou mesmo divergências no cadastro de produtos. Ao fazer esse levantamento detalhado das melhorias essenciais, a empresa consegue focar os seus esforços para eliminar os problemas que estão colocando a operação em risco.

Apresentamos neste artigo três maneiras de fazer a auditoria fiscal em sua companhia de forma correta e segura. Se você tem alguma dúvida sobre esse assunto, deixe a sua pergunta nos comentários abaixo que retornaremos o quanto antes!

Comentários no Facebook

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×